segunda-feira, 15 de abril de 2013

Once Upon a Time 2x17 - "Welcome to Storybrook"


Imagem: Google Imagens/Reprodução
O 17º episódio da segunda temporada de OUaT não ficou à frente dos anteriores a partir do 14, mas também não foi ruim; pelo contrário, foi bem revelador e diferente da linhagem que os roteiristas vem trazendo desde a primeira temporada - duas linhas de tempo: Presente e Passado nos Contos. Desta vez a segundo linha de tempo se passava em 1983,  quando Regina acorda no nosso mundo e percebe que sua maldição lançada deu certo.
O que achei legal, foi o fato de eles terem usado algumas cenas já mostradas na primeira temporada, como a de Mary Margareth dando aula. E a fotografia estava mais cinzenta como era a da primeira temporada. 
Os protagonistas desse episódio além de Regina e todo o pessoal de Storybrook,  são o menino Owen e seu pai Kurt. Ambos estavam acampando quando a magia chegou ao nosso mundo. Os dois se surpreendem ao verem que havia uma cidade bem perto deles que não tinham percebido antes; então decidem explorá-la. 
Acontece muitas coisas até que Regina cria um "amor" pelo menino Owen capaz de querer que ele fique na cidade com seu pai, mas acontece que Kurt vê ela praticando magia e, assutado, saí da cidade; só que depois é pego e Owen fica sozinho e promete encontrar o pai um dia. 
No final do episódio descobrimos quem é o tal forasteiro, o que ficou óbvio na metade do episódio.

O drama de Mary Margareth está tão monótono, porém suportável. Ela percebe que o seu coração está se obscurecendo e ela será culpada de muitos desastres que podem acontecer com sua família - o que a deixa ainda mais triste para a alegria de Regina.
Bem, acho que a partir do próximo episódio já vou poder tirar algumas conclusões sobre o futuro da série, que tem tudo para terminar bem.


Tiago Vieira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário