sábado, 1 de junho de 2013

Andrew Adamson - The Chronicles of Narnia: Prince Caspian


Imagem: Google Imagens/Reprodução


As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian
Elenco: William Moseley, Georgie Henley, Skandar Keynes, Anna Popplewell e Ben Barner.
Gênero: Aventura.
Duração: 150 min aproximadamente.
Ano: 2008


Sobre: Um ano se passou para os irmãos  Pevensie desde a primeira aventura narrada no filme O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa; mas em Nárnia 1300 anos se passaram e tudo mudou. A terra foi devastada pelo reino de Telmar, causando a quase total extinção dos narnianos.
Após Príncipe Caspian fugir da tentativa de seu tio Miraz de matá-lo, o jovem chama os Reis e Rainha de Nárnia através da trompa mágica de Susana para uma nova missão que decidirá o futuro de toda a terra de Nárnia.

Opinião: O segundo filme da série cinematográfica As Crônicas de Nárnia é mais ativo e real. Há mais ação e um conflito bem elaborado que me fez lembrar as antigas histórias de guerras entre reinos. 
Nessa nova aventura, os quatro irmãos Pevensie entram na missão de ajudar o Príncipe Caspian a recuperar o lugar que é de direito dele, e ao mesmo tempo recuperar os direitos do povo de Nárnia, que foi por anos devastada pelos Telmarinos.

O filme é muito bem filmado, os atores estão mais maduros e a trama favoreceu um clima mais adulto para a série. As cenas de batalha são perfeitas e eletrizantes, mas há um pequeno problema em Príncipe Caspian: a duração do filme. São quase duas horas e meia de filme - isso porque estou descontando os créditos. Isso foi um pouco prejudicial até mesmo para telespectadores como eu, que gostam da série. 

Imagem:Google Imagens/Reprodução

No final do longa também há todo o clima de despedida de Pedro e Suzana, que não voltarão mais à Nárnia, pois já estão crescidos. Ambos demonstram-se fortes nesse segundo filme, e é nítido o crescimento deles na trama ao defenderem Nárnia. Pedro foi um bom comandante nas batalhas, e Suzana ótima no Arco e Flecha.

A mensagem não foi tão explícita como no primeiro e terceiro filmes, mas deu pra ver que Aslam esperava que eles lutassem e acreditassem que ele estava lá para ajudá-los. Mais uma vez só Lúcia conseguiu ver isto de cara, enquanto os outros tiveram que sofrer para perceber.

As Crônicas de Nárnia Príncipe Caspian é de todo um bom filme. Tirando alguns pontos, o diretor conseguiu acertar aquilo que ele veio mostrar: uma Nárnia maior do que nunca.
A pena é que esse filme é o último produzido pela Disney, tendo A Viagem do Peregrino da Alvorada sendo produzido pela FOX.
Aí está uma série cinematográfica digna de ter todos os seus livros adaptados, mas por conta de altos e baixos na bilheteria, não está sendo possível ver os personagens de C.S.Lewis todos os anos na telona.



Tiago Vieira.

Um comentário:

  1. Eu só assisti esse e o da Feiticeira, e adorei muito mais o segundo. As imagens dessa versão são lindas, incrível como conseguem isso.

    Beijos

    ResponderExcluir