sábado, 15 de junho de 2013

Rick Riordan - O Ladrão de Raios



Sobre: E se os deuses do Olimpo tivessem vivos em pleno século XXI? E se eles ainda se apaixonassem por mortais e tivessem filhos que pudessem se tornar heróis? Segundo a lenda da Antiguidade, a maior parte deles, marcados pelo destino, dificilmente passa da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.



Opinião: Percy Jackson é um menino de 12 anos que tem dislexia, desvio déficit de atenção, dentre outros problemas. Isso o caracteriza como um típico pré-adolescente problemático - daqueles de poucos amigos. 
Em O Ladrão de Raios, muitas coisas esquisitas começam a acontecer com o menino, e logo depois ele descobre que aqueles deuses gregos que tanto lia em livros escolares, parecem estar bem perto dele. Em seu mundo.

Depois de mais de um ano desde a primeira vez em que peguei esse livro emprestado na biblioteca da escola e não consegui sair do primeiro capítulo porque meu interesse estava em outros livros que surgiram na minha frente, dei mais uma chance à série do Percy Jackson e Os Olimpianos. Comprei o livro por R$ 19.90 na Nobel - 20 na verdade, porque o caixa da loja não tinha 10 centavos para me dar de troco - e comecei a ler. Não me arrependi.

O Ladrão de Raios traz uma missão a ser realizada por Percy, Annabeth e Grover. Esses três amigos saem do Acampamento Meio Sangue - um lugar para semideuses - e partem para Los Angeles a fim de resgatar o  raio-mestre de Zeus, que foi furtado no solstício de inverno. Agora, eles tem 10 dias para resgatar esse poderoso elemento, descobrir quem é o Ladrão e impedir que uma Terceira Guerra Mundial aconteça.

A série de Percy e seus amigos é infanto-juvenil; narrado para crianças e adolescentes, Rick Riordan escreveu uma aventura suave e divertida que não perdeu - pelo menos em O Ladrão de Raios - o ritmo em nenhum momento sequer. Cada parte da história é seguida de eletrizantes aventuras e batalhas.

Confesso que só fiquei irritado com a capacidade de Percy, Annabeth e Grover se meterem em confusões. Os três conseguiram ser enganados diversas vezes e mesmo assim não aprenderam e caíam em mais armadilhas. Como pode? Faltou cuidado dos personagens, mas entendo que foi preciso.

Gostei bastante da leitura, e vou aguardar a oportunidade de ler O Mar de Monstros, que é a sequencia da série. Recomendo para quem quer passar o tempo com uma história divertida e que até passa umas aulas básicas de mitologia grega.


Tiago Vieira.   

3 comentários:

  1. Eu li todos os livros da série de uma tacada só, e achei ótimo esse enredo cheio de aventuras e encrencas ;P É uma história divertida, mesmo para os mais "velhinhos". rsrs

    ResponderExcluir
  2. Oi Tiago.
    Já li esse livro e gostei. No entanto houve algumas partes que me irritaram e fizeram com que eu me desmotivasse com a leitura.Entretanto o final compensou e por isso pretendo dar continuidade na série.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Tiago.
    Passando novamente aqui, para te avisar que te indiquei para um meme, espero que goste.
    Beijos.

    http://booksedesenhos.blogspot.com.br/2013/07/selinho-viajando-na-leitura.html

    ResponderExcluir